Buscar
  • webrazil

Energia renovável bate novo recorde e poupa 2,1 gigatons de CO2



A geração de energia renovável (excluindo as grandes hidrelétricas) registrou recorde histórico no mundo em 2019, com 184 gigawatts - 20 GW a mais que no ano anterior. É o que revela o relatório anual “Global Status Report”, divulgado neste dia 16/06 pelo grupo internacional de políticas de energias renováveis REN21.


Segundo o relatório, as usinas renováveis, com destaque para as fotovoltaicas, impediram a emissão estimada de 2,1 gigatoneladas de dióxido de carbono (CO2) no ambiente, uma economia substancial, dadas as emissões globais do setor de energia de 13,5 gigatoneladas em 2019.

O recorde ocorreu mesmo em um ano com crescimento quase nulo em investimentos, isso devido à baixa constante dos custos para a geração dessas fontes sustentáveis, indica o REN21. Em 2019, o investimento em capacidade de energia renovável foi de US$ 282,2 bilhões, apenas 1% maior que no ano anterior.

Crescimento constante


O investimento elevou a participação de fontes renováveis, excluindo as grandes hidrelétricas, na geração global, para 13,4%, ante 12,4% em 2018. Em 2009, eram 5,9%.

Conforme a Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), que participou do levantamento, a energia solar foi a responsável pela maior fatia deste recorde em 2019, com 115 GW adicionados,

Sobre o relatório

O relatório Tendências Globais no Investimento em Energia Renovável é publicado anualmente desde 2007. É comissionado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, em cooperação com o Centro Colaborador da Escola de Frankfurt-UNEP para Financiamento ao Clima e Energia Sustentável, e produzido em colaboração com a BloombergNEF.


O relatório é apoiado pelo Ministério Federal Alemão do Meio Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear.


#REN21 #GlobalStatusReport #EnergiaSolar #Fotovoltaico #Sustentabilidade #EnergiaRenovável #WeBrazilEnergy

0 visualização
  • Branca ícone do YouTube
logo_we_brazil_energy (1)2.png